1 0

Partilhar nas redes sociais:

Ou pode copiar e partilhar este link

Ingredientes

Ajustar quantidades:
2 cups Grão de bico cozido e escorrido Deixei o grão de molho durante a noite e cozi-o na panela de pressão com uma tira de alga kombu e uma pitada de sal marinho durante 45 min.
1 Cebola média
1 Dente de alho (ou alho em pó)
3 c sopa Salsa picada Coentros, tomilho ou mangericão também combinam bem com o grão.
1/4 c chá Cominhos
Pimenta preta
1 c chá Shoyu
1 c chá Vinagre de arroz Podes substituir por balsâmico ou sumo de gengibre.
2 c sopa Farinha de espelta Utilizei farinha de espelta branca. Podes substituir por farinha de trigo, de aveia ou flocos de aveia. A farinha tem aqui a função de ligar os ingredientes. Alternativamente, podes juntar um ovo batido que terá, também, essa função (opção não vegan).
Sêmola de milho
Óleo de sésamo ou azeite
Sal marinho

Bolinhos de grão no forno

Características:
  • Sem açúcar refinado
  • Vegan
  • Preparação: 25 min
  • Cozedura: 25 min
  • Total: 50 min
  • 200 C
  • 12 bolinhos
  • Fácil

Ingredientes

Descrição

Partilhar

A Inês do My tiny green kitchen lançou-nos um desafio, o #beanstuesday, para este mês de outubro que consiste em incluirmos leguminosas nas nossas refeições principais, todas as terças feiras do mês (e não vale repetir a leguminosa!). Passa no blogue da Inês para te colocares a par de tudo! Eu resolvi trazer para o desafio estes bolinhos de grão de bico no forno. São aquele petisco que conquista o estômago de qualquer um, crocantes por fora e delicados por dentro. Sugiro-te que os sirvas quentinhos, com umas gotas de sumo de limão (intensifica ainda mais o sabor). Em dias mais festivos, uma boa dose de maionese vegan caseira é a cereja no topo do bolo. Em breve partilharei aqui a receita da maionese.

Já agora, aproveito esta temática para te falar, muito resumidamente, sobre as leguminosas. De acordo com a macrobiótica, o grão de bico, o feijão azuki, o feijão preto de soja e as lentilhas são as leguminosas que devemos consumir com mais regularidade (mas não precisa de ser todos os dias!). Os restantes feijões devem ser usados ocasionalmente. Para uma boa digestão/assimilação das leguminosas é essencial que as cozinhes com alga kombu (muito rica em minerais). Esta alga ajuda a evitar a formação de gases intestinais, torna as leguminosas mais saborosas e muito mais macias. As leguminosas devem, também, ser demolhadas (6-12 horas) e a água da demolha deve ser descartada. A mastigação é extremamente importante, pois facilita o processo digestivo. Por isso, mastiga. Mastiga e ensaliva cada pedaço de alimento (idealmente 50-80 vezes antes de engolir). Eu sei que é difícil e que, muitas vezes, o tempo é escasso, mas podemos sempre tentar fazer o nosso melhor, não é verdade? Se mesmo assim houver flatulência, experimenta consumi-las com nabo, rabanete ou rábano crus, ralados e temperados com umas gotas de shoyu (molho de soja).

A informação relativa às leguminosas foi baseada nos seguintes livros:
Culinária Yin Yang, Sara Dias, Ariana Editora;
– Menta Sã, Corpo São, Francisco Varatojo, A esfera dos livros.

Passos

1
Concluído

Salteia, em óleo de sésamo, o alho e a cebola picados com uma pitada de sal, durante 5 min, ou até a cebola ficar translúcida. Tempera com shoyu e, por fim, vinagre de arroz. Envolve e desliga o lume.

2
Concluído

Num recipiente médio, junta o grão triturado (triturei o meu com a varinha mágica), o salteado, a salsa, as especiarias e a farinha. Envolve bem. Retifica os temperos e leva ao frigorífico por 1 hora (é mais fácil moldar os bolinhos quando a massa está fria).

Se a massa estiver muito húmida, acrescenta um pouco mais de farinha, mas não em demasia para que os bolinhos não fiquem duros/secos após a cozedura.

3
Concluído

Cria pequenas bolinhas (um pouco maiores que uma bola de pingue pongue) com as mãos e envolve-as na sêmola de milho. Coloca-as num tabuleiro forrado com papel vegetal e achata ligeiramente cada uma delas.

4
Concluído

Leva ao forno pré-aquecido por 25 min ou até dourarem. Serve quentes, com uma gotas de sumo de limão por cima (realça ainda mais o seu sabor!).

anterior
Bebida de amêndoas
seguinte
Pickles de shoyu
anterior
Bebida de amêndoas
seguinte
Pickles de shoyu

2 Comentários Esconder comentários

Adicionar comentário